Bolsa de Estudo Cursos Gratuitos Dicas de Estudo

7 dicas para ser uma máquina de aprender melhor

Written by admin

Estudar e Aprender são atividades que exigem participação ativa. Essa participação se dá quando você grifa, anota e escreve sobre o conteúdo que você está aprendendo. Envolver-se com o conteúdo é o que gera aprendizado.

No entanto, ainda existem muitas pessoas que persistem no erro de estudar de maneira fria, pegam um livro o leem e depois partem para outras atividades, se você é uma pessoa desse tipo, recomendo rever seus conceitos.

Essas dicas que você irá ver agora estão baseadas no artigo que escrevi sobre o aprendizado ativo, nele você irá descobrir o que é aprendizado ativo e de que maneira ele tem um impacto positivo em seus estudos.

Além disso, todas essas dicas foram oferecidas em primeira mão nas redes sociais. Todos os estudantes e concursei-os que acompanham o Estudar e Aprender nas redes recebe dicas diárias de como estudar, você já curtiu ou segue alguma de nossas páginas? Não? Recomendo que siga ou curta!

Para quem está em busca de uma bolsa de estudo é muito importante ler este artigo até o fim, pois iremos mudar a sua vida!

Dica 1 – escolha assuntos com maior dificuldade

A pior coisa que você pode fazer é deixar um conteúdo que você não entendeu. Se você não entendeu então procure novas fontes, livros ou vídeos. Compreender um conteúdo agora, o ajudará a entender melhor em longo prazo todo o conteúdo. Além disso, um conteúdo não compreendido não se fixa em sua memória.

Dica 2 – Pratique o que aprende

Tive caso de vários alunos que diziam para mim que estavam estudando 5 horas por dia. Daí eu perguntava “ok e quanto tempo você passa resolvendo questões?” A resposta era sempre “como assim? Eu preciso resolver?”.

É lógico!

Do que adianta você passar horas e horas na teoria se você não praticar o que aprende. Eu já escrevi como o cérebro aprende e mencionei que para que uma informação não seja descartada é importante que ela seja útil, e a melhor maneira de fazer isso é respondendo questões e provas antigas.

Então você pode chegar para mim e dizer, “mas Prof. Piccini eu estudo com mapas mentais, resumos e esquemas e isso já não é o suficiente?”. É muito bom que você use essas técnicas, mas elas ganharam ainda mais força se você respondesse questões.

Faça uma pergunta a alguém e automaticamente o cérebro dessa pessoa irá parar todas as atividades para se concentrar em responder a pergunta. Essa concentração é a grande sacada para que o aprendizado se torne ainda mais poderoso.

Dica prática: Sempre resolva questões e provas antigas.

Deixe separado em seu computador ou caderno várias questões sobre o que você está estudando e regularmente veja essas questões e as responda. Isso irá te ajudar a colocar em prática o que aprende.

Além disso, questões são ótimas para avaliar seu conhecimento e saber se você está realmente aprendendo o que está estudando. Caso você perceba que não está acertando, pode ser um momento de reforçar os estudos naquele conteúdo.

Dica 3 – Entenda os significados

Por quê? Não há espaço para explicar o conceito de heurística (mas você pode pesquisar a respeito, se quiser).

Vale dizer, no entanto, que o seu cérebro precisa encontrar um porquê para dar comandos à memória e criar o hábito de aprender.

Então, responda para você mesmo, com sinceridade: por que você estuda inglês?

Dica: É fácil encontrar desculpas para não investir em inglês – como a clássica “falta de tempo”.

Mas e se amanhã a sua empresa disser que você tem 6 meses para dominar a língua, porque será promovido e transferido para Nova York?

De forma mágica, você certamente encontrará tempo, vontade e disciplina para isso. Então, por que não dar significado a esse aprendizado agora?

Imagine que você só tem seis meses para ir morar no exterior. Estabeleça metas, identifique como, onde e como gosta de estudar em inglês e…comece!

Dica 4 – Fale com as pessoas o que você está estudando

Conversar com pessoas sobre o que você está estudando é uma forma agradável de aprender mais rápido. Pode ser em um encontro de amigos, em uma roda de conversa no bar ou mesmo em uma reunião no trabalho.

E não precisa conversar especificamente com alguém que tenha conhecimento sobre o assunto. Na verdade, esse método funciona como uma troca de conhecimentos.

Se tiver uma pessoa que conhece o assunto, maravilha! Aproveite para demonstrar interesse sobre o tema e tirar as suas dúvidas.

Do contrário, use a oportunidade para ensinar o pouco que você sabe para alguém que quer aprender. Explicar algo a alguém permite que você faça uma espécie de revisão e ajuda a analisar “a quantas anda” a absorção do seu conhecimento acerca do assunto.

Dica 5 – Escreva sobre o que você está estudando

Nos últimos anos a tecnologia tomou conta de tudo, e muitos estudantes trocaram o lápis pelo teclado e pelo celular. Ok, isso é um avanço, eu mesmo sou um entusiasta da tecnologia, só que escrever com caneta e lápis ainda é muito útil.

A neurologista Judy Willis é uma das defensoras do uso da escrita com lápis e caneta. Segundo ela a escrita desenvolve a criatividade e a expressão pessoal. Ambas ajudam no raciocínio cognitivo.

A escrita em ferramentas tecnológicas também possui suas qualidades, porém a escrita cursiva facilita muito mais o aprendizado. Pois escrever envolve mais áreas do cérebro, e quanto mais áreas você envolve na aprendizagem, mais fácil fica a memorização.

Dica prática: Escreva, escreva e escreva…

Se você está estudando você precisa escrever bastante. Faça resumos, mapas mentais, grifos, anotações em livros, o que desejar, mas use seus lápis, canetas, canetinhas sem moderação.

Quanto mais escrever, mais fácil se tornará seu aprendizado. Por isso sempre que puder escreva. Além disso, a escrita irá te ajudar a organizar melhor seu raciocínio e também te preparar para as redações que você possa ter que fazer em provas e concursos.

Dica 6 – Evite distrações

Quando você estiver estudando, apenas estude. Não adianta você deixar seu celular do lado se você não for usá-lo em seus estudos. Prefira se afastar de tudo que tira sua atenção, pois um estudo desatento não é eficaz.

Dica 7 – Estudar é para fazer de qualquer maneira. Não existe Limite.

Estude com amigos, estude enquanto se exercita, etc. Quanto mais você se envolver com os estudos, melhor será. Você pode deixar um vídeo rodando enquanto você lava louça, depois disso você pega e senta para se concentrar no vídeo e ao final faz um resumo, tudo isso irá te ajudar a aumentar a eficácia dos seus estudos.

Leave a Comment